O livro do encantamento da felicidade

Atualizado: Mai 13

Em 4 capítulos:


Capítulo 1'


Em uma antiga casa toda em madeira há muitos anos fechada foi descoberta recentemente uma biblioteca no sótão que guardava livros e anotações muito antigas da época dos cavaleiros templários.

Um livro, na verdade um apanhado de anotações intitulados " O encantamento da felicidade" chamou muita atenção de historiadores e estudiosos.


Ao começarem a ler estes manuscritos, os leitores relatam escutar uma voz sussurrando como se estivessem conversando com eles. Este fenômeno conhecido pelos antigos como psicotelepatia, tem uma característica que intriga estudiosos de todo o mundo: O fenômeno se expressa a partir de um livro específico e não de de alguma habilidade ou capacidade associada ao leitor.


O livro ao ser lido promove uma mensagem psicotelepatica que tem sua origem no conteúdo lido e que reverbera no cérebro de cada leitor. Cada um deles escuta uma mensagem particular que sai do livro direto para a mente do leitor.


Uma enorme coincidência, o historiador que teve acesso exclusivo a estes manuscritos é um grande amigo e tive a honra de ser convidado por ele a ler e experimentar este fenômeno fascinante que cientistas sequer tomaram conhecimento ainda.


Relato com exclusividade para meus leitores, trechos de minha leitura e as mensagens psicotelepaticas.


"O Livro do encantamento da felicidade


Há muitos e muitos anos um dos maiores desafios da humanidade é alcançar a felicidade de forma plena. Alquimistas de velha ordem, após séculos de estudos, envolvendo gerações de conhecimento e sabedoria alcançaram criar este encantamento que fará do encantado, a pessoa mais feliz do mundo. Para isso é necessário cumprir o ritual da leitura do livro passo a passo para que o encantamento se realize. Este livro promete ao leitor que ele conseguirá toda a felicidade do mundo."


Eu: Nossa! Isso é mais uma dessas escritas que não levam a nada!

Livro: Não duvide da sabedoria que está em suas mãos!

Eu: Mesmo que fosse verdade... ter toda a felicidade do mundo teria um preço muito alto! Isso parece aquelas coisas de bruxaria que me da algo mas quer algo em troca, e geralmente cobra um preço muito alto! O que eu teria que dar em troca?

Livro: Aproxime-se

Eu: me aproximei

Livro: Mais perto... coloque seu ouvido bem perto de mim...

Eu: Assim fiz, cheguei pertinho na intenção de escutar algo.

Livro: (gritando) NADA! Este encantamento não exige nada em troca!


Capítulo 2


"São 3 passos para realizar o encantamento:


O primeiro passo: Tornar-se um mago.

Pessoas comuns não fazem encantamentos."


Eu: Nossa, tornar-me um mago? Isso vai levar anos!

Livro: Você quer ser feliz hoje ou por anos?

Eu: Por anos!

Livro: Não tenha pressa, terá que aprender por anos.

Eu: Ah.. tá. E onde aprendo a ser mago?

Livro: Você já é.

Eu: Então vamos para o passo dois!

Livro: Agora já não é mais...

Eu: Mago? como assim? eu era e agora não sou mais?

Livro: Ser mago é uma conexão entre o caminhante, o caminhar e o caminho, se você se conecta apenas com o resultado, o lugar que deseja chegar, você abandona toda a magia e se torna uma pessoa comum, incapaz de fazer encantamentos.

Eu: Então quando...

Livro: Silêncio!

Eu: Como assim?

Livro: Faça silêncio.

Eu: (pensando) estou em silêncio...

Livro: Silencie seus pensamentos, sua mente...

Eu: Ok, por quanto tempo?

Livro: Quanto tempo você conseguiria?

Eu: como assim? me diga e eu faço

Livro: Você não consegue

Eu: Consigo sim.

Livro: Então comece agora, eu te digo quando parar.

Eu: Ok. comecei. (...) Claro que consigo (...) já fiz coisas mais difíceis, muito mais difíceis (...) Acha que não conseguiria agora ficar em silêncio?

Livro: Você me escutou?

Eu: Não, você falou algo?

Livro: Não, eu estava em silêncio mas você estava o tempo todo conversando consigo mesmo.

Eu: ... verdade

Livro: O primeiro passo para se tornar um mago é se conectar com a magia. A magia é algo que não faz parte do conhecimento, das explicações nem dos acontecimentos a magia habita o antes. É como o silêncio que existe antes do som chegar, está ali quando o som acontece e permanece lá quando o som vai embora.

Eu: Acho que estou começando a entender.

Livro: Então o primeiro passo é se tornar um mago, se conectar com a magia. Para que isso aconteça você deve silenciar sua mente, se concentrar no ar que você respira. Comece aos poucos, 1 minuto por dia, e quando os pensamentos saltarem em sua mente, apenas deixe-os ir, da mesma maneira que chegaram.

Eu: Basta isso para me tornar um mago?

Livro: Simples não é?

Eu: sim. Até demais.

Livro: Tente agora fazer silêncio. Mas desta vez tente de verdade.

Eu: Ok, posso começar?

Livro: Não.

Eu: Então me diga quando eu puder começar!

Livro: Nunca!

Eu: Como assim? se eu nunca começar nunca vou silenciar a mente.

Livro: Algo que você começa é algo que você está se propondo a fazer. Ser mago é deixar de fazer, é deixar de ser e isso não tem começo. Na verdade você tem que terminar de fazer tudo que etá fazendo, abandonar seus planos, seu trabalho, sua família.

Eu: Como assim? terminar de fazer tudo que estou fazendo, abandonar tudo? Para eu terminar de fazer tudo vai durar tempo, estou estudando, tenho trabalhos para amanhã, tenho uma viagem planejada... e além do mais amo minha família, acho que não terei tempo para ser mago!

Livro: Realmente você não tem. você não possui nada. Tenha apenas a si mesmo e procure saber cada vez menos quem você é.

Eu: Você está sugerindo que eu vá morar em uma montanha no Himalaia? Que eu abandone tudo e todos e vá morar no Tibet?

Livro: Sim.

Eu: Então acabamos a leitura por aqui, eu jamais faria isso.

Livro: Você está falando novamente em fazer algo. Eu estou falando em não fazer.

Eu: Ir para o tibet?

Livro: Quanto mais você conseguir soltar a tudo e a todos, mais próximo de seu Tibet você estará.

Eu: Meu Tibet?

Livro: Ou himalaia, como queira chamar. O fato é que estou convidando você a não fazer, a não começar, a não controlar, a não guerrear.

Eu: Apenas o silêncio...

Livro: Acho que está começando a entender.

Eu: Ok, mas quem garante que fazendo isso serei feliz?

Livro: Não há garantias.

Eu: Entendi. Em sendo eu um mago, que mágicas conseguirei fazer?

Livro: Todas!

Eu: Tipo... fazer algo desaparecer?

Livro: Isso não é magia.

Eu: Ahhhaa não? então o que é isso?

Livro: Resultado... este é um resultado da magia. Lembre-se você não será mago enquanto seu olhar repousar apenas nos resultados. Sinta a magia e permita que o inexplicável permeie seu dia a dia e então aquilo que você chama de resultado será algo incrível!


"Para se tornar um verdadeiro mago, você deve se conectar ao desconhecido que oferece sustentação a quem você acredita ser"


Capítulo 3




"Passo 2 - Encontre a beleza no mundo. O universo acontece em sua alma, tudo que está lá fora existe através de você."


Eu: As coisas existem comigo ou sem mim. Por exemplo as estrelas estão lá, e me resta apenas aprender sobre elas!

Livro: Você enxerga as estrelas a noite?

Eu: Sim, claro.

Livro: Elas existem?

Eu: Sim.

Livro: Como você sabe? Você já esteve lá?

Eu: Não, mas eu as vejo.

Livro: Durante o dia, onde estão as estrelas?

Eu: No céu.

Livro: Tem certeza?

Eu: Sim.

Livro: Mas você não as vê não é mesmo?

Eu: Não não as vejo.

Livro: E se você nunca tivesse olhado o céu a noite, existiriam estrelas?

Eu: Uhmmm... Sim, mas eu nunca saberia.

Livro: Então as estrelas existem para você apenas porquê você as conhece certo?

Eu: Faz sentido

Livro: Há algo no mundo que não seja assim? Que exista apenas porque você tem informações que esta coisa existe?

Eu: O amor que sinto pelas pessoas, pela minha família, e pelas coisas.

Livro: Amor não é uma coisa, não é palpável, nem mensurável, nem se pode ser observado. Amor é uma emoção, mais que isso, é uma energia. Voltando as estrelas... Podemos dizer que elas existem a partir de sua mente? pois se elas não estivessem lá você não saberia nem dar nome a elas certo?

Eu: Sim, isso mesmo.

Livro: Ótimo que você está me compreendendo. Então eu te pregunto: E se estrelas por algum motivo te deixassem infeliz. Então, para ser feliz você teria que elimina-las lá do céu ou bastava eliminá-las de sua mente? Lembre-se eliminá-las do céu é impossível, se você optar por esta alternativa significa que de alguma maneira está se resignando a infelicidade.

Eu: Bom, o óbvio é elimina-las da minha mente. Mas como?

Livro: Isso faz parte do primeiro passo, se tornar mago, a arte de sentar e esquecer. Agora estamos falando do segundo passo, o de encontrar a beleza. A beleza não está nas coisas, mas sim no estado de animo que você se conecta a elas. Entenda, se as estrelas tem a capacidade de te deixar infeliz, certamente elas também tem a capacidade de te fazer feliz. Tudo está em você, na maneira que olha para elas.

Eu: Mas nem sempre consigo enxergar esta beleza... mesmo porque nem sempre tudo é bonito.

Livro: Beleza é um resultado. O mago não vê beleza mas sim, enxerga possibilidades. Beleza é o nome que damos a coisas que nos oferecem possibilidades.

Eu: Nossa, nunca tinha visto sob esta perspectiva. Mas nem tudo que é belo me oferece possibilidades. Por exemplo uma flor, ela é bela mas quais as possibilidades que ela abre para mim?

Livro: Quando enxergamos a possibilidade como um resultado costumamos nos distanciar do verdadeiro sentido que ela carrega em si. Possibilidade é um caminho que nos instiga uma percepção de algo em equilíbrio. Uma conexão vibrando com uma harmonia universal, e por isso uma oferta de ampliar horizontes. O resultado, a imagem desta possibilidade chamamos de beleza. Beleza nada mais é que é uma faceta da vida que se expressa em harmonia para quem a enxerga.

Eu: Entendi! então tenho que buscar a beleza das coisas e para conseguir isso devo estar conectado com as possibilidades que se abrem a partir do que vejo. É isso?

Livro: Sim, desta maneira experimentamos a paixão, que é a capacidade de enxergar a beleza do mundo.

Eu: Então estar apaixonado é estar constantemente encontrando possibilidades?

Livro: Isso mesmo. Veja que possibilidade significa "algo que ainda não existe". Logo, a possibilidade está no universo invisível, é um potencial de vir a ser. É como uma semente que carrega em si o potencial da vida, da transformação.

Eu: Então felicidade tem a ver com princípio?

Livro: Sim, e deve ser plantada e cultivada todo dia. Por isso apenas o mago pode realizar este encantamento, pois o mago vive o agora, enxerga a beleza, abre possibilidades e se renova a cada instante.


"A partir do momento que você puder colher a felicidade que existe nas estrelas, toda a felicidade do mundo estará a seu dispor. Para isso, não coloque sua atenção nas estrelas e na luz que elas emitem isto é apenas um resultado, valorize a escuridão que as cerca. Lembre-se, o que permite que as estrelas sejam vistas não é a luz que elas irradiam, mas sim a escuridão que existe entre elas."


Capítulo 4


Passo3 - Devolva toda sua felicidade ao mundo -


Eu: Este é um passo esquisito... se eu devolver ao mundo, conseguirei mesmo assim me manter feliz?

Livro: Somente assim sua felicidade será plena. Felicidade tem a ver com harmonia com o mundo, com as pessoas, com as coisas, com os acontecimentos, sendo assim, a felicidade nasce da sua interação com o mundo. Ofereça a felicidade de maneira natural, espontânea. Felicidade tem a ver com energia, vibração, vibre felicidade e receba felicidade!

Eu: Como posso oferecer felicidade?

Livro: Primeiramente você tem que ter felicidade para poder dar ao mundo, por isso este é o terceiro e último passo.

Eu: E como posso fazer isso?

Livro: Agora que você já notou como é simples ser feliz, sugiro duas maneiras para você espalhar felicidade pelo mundo: Através da humildade e através da afetividade.

Eu: Conte-me mais sobre isso!

Livro: Humildade é uma postura. Não nos colocarmos acima nem a frente dos demais é o significado profundo de humildade. Distribua sua felicidade a partir da humildade, desta maneira você estará vivenciando a felicidade sem distorções de cargos, posições ou condições que criem uma felicidade ilusória, condicionada a circunstâncias de poder.

Eu: Interessante! e sobre a felicidade na afetividade?

Livro: A felicidade mais abrangente acontece quando acolhemos as diferenças e conseguimos tolerar, conviver e respeitar a individualidade de cada ser. Afetividade é o poder que temos de gerar amorosidade nas relações com o mundo, pode ser com uma pessoa, um animal ou uma planta.


Ao final descobri que não era um livro, mas sim algumas linhas anotadas que se revelavam como um livro para quem as lia.


Ao terminar de ler, escutei as últimas palavras do livro:


Livro: Agora que você leu minhas linhas e conheceu minhas entrelinhas, saiba que se tornou responsável pela felicidade do mundo. Passe estas informações ao maior número de pessoas possível e pratique com afinco tudo que conversamos, pois a felicidade não é um porto a ser alcançado, mas uma navegação a ser empreendida!







243 visualizações1 comentário